quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Esperando.

Hoje vou falar de uma dor diferente. É a dor da perda, mas de uma perda diferente. Acho que maioria ainda não sabe, mas sou uma pessoa que vive e respira música. Sempre estou ouvindo, cantando, ensaiando, ou algo relacionado a isso. Durante 13 anos participei de um coral constituído por uma média de 60 pessoas, todos jovens, na faixa de 15 a 35 anos.

É o Coral Jovem do Parque Regina (CJR). Esse coral sempre foi a minha vida. Depois de um tempo, mais ou menos 8 anos, assumi a frente desse coral, e entrei de cabeça. No início quase morri por achar que não estava preparada. Mas Deus foi tão bom pra mim, que me ajudou em tudo. O Coral crescia a cada ano.

Então, ano passado, uma injustiça foi feita. Eu precisei sair, tive que entregar o meu trabalho. A sensação que tive naquele momento, foi a de que eu estava enterrando um filho meu. Uma dor excruciante... não sei nem explicar. Esta semana completa exatamente um ano que saí. E a dor ainda dói.

Não posso ainda contar nem dizer o que houve, nem como estou, nem como vou ficar. Não posso dizer o que estou vendo o coral jovem se tornar. Ainda não. Mas vai chegar um dia que vou poder dizer e tirar de dentro do meu coração tudo o que está entalado, querendo sair.

Ainda não. No momento, só posso sentir as sensações, e esperar. E eu espero o tempo que for preciso, pois como já disse o velho Caio: tudo que é verdadeiro, volta.

E quando voltar... eu vou poder voar novamente.


Ps. (CJR): I can't smile without you.

9 comentários:

  1. Deve ser duro mesmo. Nós somos definidos pelo o que nós fazemos. E quando se tem amor, nós nos tornamos parte daquilo. Um filme que retrata bem isso é o Lutador, com o Mickey Rourke...

    ResponderExcluir
  2. Uau...Realmente é complicado! A dor que você diz já passei sim e sei muito bem como é. Enfim, só nos resta seguir em frente e tentar guardar boas lembranças apenas disso que passou e marcou na nossa vida. Extrair o melhor disso tudo pois nós, humanos, somos muito frágeis...Então devemos evitar alimentar os sentimentos ruins e negativos...
    Boa sorte na sua caminhada Bruna =)
    Beijão do teu fã ^^
    Fuui

    ResponderExcluir
  3. Esperar vale a pena sim, quando se espera da maneira certa. Eu espero um milagre e sei que só Deus pode me dar. E eu creio que ele VAI me dar.

    Quando isso acontecer, vou mostrar o quanto vale a pena esperar. :)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o texto, foi você que escreveu?

    ResponderExcluir
  5. Ah Bruna, espero de coração que o tempo alivie a sua dor e que, se for para o seu bem, que volte para o coral e se não for, que busque outros "amores".
    Todos estamos passíveis a perdas, o tempo todo, lidar com elas não é fácil, mas ensina muito.

    Que Deus amenize a dor do seu coraçãozinho!

    Bjos

    http://infinito-particularr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Lerminer:

    Fui eu sim, 99% do que tem no blog é de minha autoria... :)

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  7. Adorei, parabéns, o post está muito legal mesmo !
    E o layout está 10. O blog está perfeito, vou seguir :D

    Depois, quando puder, vai lá no meu blog. Se gostar, siga-nos ;D
    www.gabrieltododia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. entendo o que está dizendo, é uma dor muito forte...parabéns pela bela escrita

    ResponderExcluir